Fechar

Fechar

Senador Álvaro Dias: “O Brasil tem um governo desarrumado”

Da Redação. Publicado em 3 de maio de 2018 às 16:56.

O senador Álvaro Dias (Podemos-PR) participou ontem de uma maratona de contatos e de entrevistas em Campina Grande.

Ele concedeu uma entrevista a este colunista. Seguem trechos de suas declarações.

“Não é nada pessoal, não poderia ser. A Presidência da República não pode ser uma postulação pessoal. Houve a convocação de um movimento que se organiza há menos de 1 ano, e se chama Podemos. É um movimento que quer fazer a leitura correta do que se passa no País. Quais as prioridades eleitas pelo povo nesse momento. E o nosso dever é interpretar essas prioridades eleitas”.

“Nosso sistema de governança fracassou e jogou o País no chão. Abriu esse enorme buraco nas finanças públicas e plantou esse caos administrativo e tragédia política”.

“A proposta de rompimento com tudo isso é o que chamo de ´refundação da República´ (…) Acho que estamos vivendo um momento que exige essa reação do País. Nós temos uma República que mais parece com um império, onde os governantes assaltam o poder, exploram o esforço coletivo de trabalhadores e empresários, e preservam os seus privilégios, muitas vezes à custa de corrupção, como se vê no País”.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

“Eu encaro (a candidatura) como uma missão. Eu sei que é difícil acreditar nos políticos, que estão tremendamente desgastados, não há confiança nas suas palavras. Mas eu preciso dizer com absoluta sinceridade: eu estou nisso cumprindo uma missão, que á a tentativa de mudar o Brasil para melhor, e substituir esse sistema corrupto por um sistema no qual a população seja respeitada pelos governantes”.

“Conhecendo mais de perto os números de nossa realidade econômica e social, que são números dramáticos, nós já podemos imaginar o tamanho do sofrimento se chegarmos à Presidência. É pedir para sofrer. Pedir o voto é pedir sofrimento”.

“O Brasil tem um governo desarrumado. Temos que descolar a iniciativa privada do setor público”.

“O Brasil não pode ser alvo de uma aventura. O Brasil não é um brinquedo para se colocar na mão de qualquer aventureiro”.

“Vamos reduzir o número de ministério a 15”.

Ainda Álvaro Dias na ´Campina FM´: “A reforma da Previdência é inevitável. Não há como substituir essa providência por outra”.

*fonte: coluna Aparte, com o jornalista Arimatéa Souza. Para ler a coluna inteira, aperte AQUI.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube