Fechar

Fechar

PP espera participar da escolha do vice e ter participação na chapa majoritária

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba). Publicado em 11 de maio de 2018 às 17:12.

A executiva estadual do Partido Progressista se reuniu nesta sexta-feira (11), em João Pessoa, para fazer o anúncio de novos filiados e como o partido está se organizando para o processo eleitoral de outubro. A intenção é eleger 4 a 5 deputados estaduais e ampliar o número de cadeiras na Câmara Federal.

Segundo o deputado federal, Aguinaldo Ribeiro, também é extremamente natural que o PP participe de uma chapa majoritária por conta da sua estrutura partidária, do tempo de televisão, por suas lideranças políticas em Brasília onde é a segunda maior bancada na Câmara Federal e porque tem dado significativas contribuições de vultosos recursos para várias gestões na Paraíba.

Ainda ressentidos com a escolha do candidato ao governo do Estado pelo campo da oposição, que segundo os progressista foi um nome imposto sem a participação dos demais partidos que compõem a oposição ao governo Ricardo Coutinho (PSB), agora o PP espera ter participação na escolha do restante da composição da chapa, bem como, uma vaga na majoritária, que poderia ser a de vice ou uma das vagas ao Senado da República.

foto: Paraibaonline

Para o deputado federal Aguinaldo Ribeiro, o projeto de governo de Estado faz parte de um todo e não de uma escolha pessoal.

“Acho que o fundamental de um processo de escolha onde estamos todos inseridos é o diálogo com todas as pessoas. A partir desse novo quadro que foi montado, diferentemente do que foi feito com apenas por dois partidos (PSDB/PV), vamos ouvir os demais aliados e o povo porque não existe mais esse tipo de decisão de cima para baixo. É uma postura autoritária do passado”, explicou.

Contudo, afirmou o deputado que o projeto do PP é construir um projeto no campo das oposições.

“O que nós não aceitamos é imposição onde se coloca uma candidatura como se os outros fossem obrigados a marchar com essa candidatura. Lucélio Cartaxo tem que dizer porquê e pra quê é candidato. Tem que apresentar um projeto. Ele não pode ser candidato simplesmente porque o irmão desistiu. Acho que isso as pessoas não compreendem”, avaliou.

Indagado ainda se havia possibilidade do PP apoiar a candidatura do PSB já que houve um encontro ocasional com o pré-candidato, João Azevedo, o deputado ressaltou que não está descartada também, mas a decisão vai ser tomada em grupo.

“Estamos buscando uma posição de consenso e vamos aceitar a posição que o grupo tomar. Temos que pensar no que for melhor para a Paraíba, mas eu repito que a nossa preferência é no campo das oposições”.

Entretanto, o deputado ressaltou que o posicionamento do PP deverá decido no início de junho para meado de julho quando o partido deverá avançar com a campanha definida. “O fundamental é que tenhamos uma unidade partidária com reais chances de vitória”, completou.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube