Fechar

Fechar

Ministro Gilmar Mendes solta mais um investigado

Agência Brasil. Publicado em 12 de maio de 2018 às 8:51.

foto: ABr

O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes concedeu ontem habeas corpus a Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, apontado pela Operação Lava-Jato como operador de recursos ilícitos do PSDB.

Ex-diretor da Dersa, ele havia sido preso preventivamente em 6 de abril pelo braço da operação em São Paulo, que investiga desvios de R$ 7,7 milhões no Rodoanel.

Os recursos seriam destinados ao realojamento de famílias desabrigadas para a construção da obra, realizada no governo do tucano José Serra (2007-2010)., conforme o jornal Folha de São Paulo.

Testemunha do inquérito relatou ter recebido ameaças e ofertas de dinheiro de Souza para que se mantivesse calada em depoimentos, o que motivou a prisão.

Ao conceder o habeas corpus, Gilmar afirma que as três ameaças teriam ocorrido em via pública e são comprovadas apenas pelo depoimento de Mércia Ferreira Gomes, que prestou serviço à Dersa.

“Além da comprovação do ocorrido não ser sólida, não há indício da autoria das ameaças”, escreveu. Para o ministro, a prisão configura constrangimento ilegal, ainda segundo o jornal.

*fonte: uol

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube