...

Campina Grande - PB

Iphaep acusa PMCG de não querer cumprir normas sobre o Cine Capitólio

09/05/2018 às 12:31

Fonte: Da Redação*

O imbróglio entre a Prefeitura de Campina Grande e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep) a respeito do Cine Capitólio, ganha mais um episódio.

É que a diretora geral do instituto, Cassandra Figueiredo, acusa a PMCG de não realizar as manutenções necessárias no local como forma de prevenção de desabamento.

– O Cine Capitólio está nas condições que se encontra hoje, por falta de manutenção do proprietário, que é a Prefeitura. Desde 2010 existe esse problema de recuperação e até hoje não foi feito nada. Ao Iphaep cabe alertar ao proprietário que faça projeto. Este deve cumprir as normas específicas de preservação do patrimônio histórico e após isso o instituto vai analisar, e se tudo estiver correto, aprovar – disse.

Cassandra disse que o maior problema em se aprovar o projeto da PMCG em relação ao antigo cinema é porque o órgão municipal quer intervir na estrutura do prédio, elevando a fachada, o que descaracterizaria e fugiria das normas técnicas.

Foto: Paraibaonline

Ela ressaltou que a falta de interferência na estrutura do prédio é da prefeitura, em não fazer o ajuste no projeto o mais rápido possível. Cassandra disse que espera bom senso da PMCG para que não ocorra problemas maiores.

A respeito de um laudo técnico que teria sido enviado pela Defesa Civil ao Iphaep, Casssandra disse que esse nunca existiu e que já mandou vários ofícios ao órgão e nada foi encaminhado.

Ela contou também que entrou em contato com o Crea, e este informou que o Capitólio corre mesmo o risco de desabamento, mas que não existe um laudo técnico da Defesa Civil sobre.

– Para a Prefeitura é muito cômodo dizer que a culpa é nossa. A ela cabe a manutenção do espaço, e nós somos órgão de proteção que cuida do patrimônio histórico. Não existe impedimento nenhum nosso. Já chamamos o Ministério Público e a Prefeitura para juntos conversarmos e adequarmos o projeto às normas. Eu me dispus a fazer, agora se a Prefeitura e o secretário André Agra não entendem e querem passar por cima das normas e da Constituição, a culpa não é nossa.

Uma nova reunião está prevista para que os técnicos da Prefeitura e do Iphaep discutam a situação do antigo cinema, agora em ruínas.

*As informações são da Rádio Campina FM

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons