Fechar

logo

Fechar

Coluna de Padre Assis: Um Pentecostes permanente

Da Redação. Publicado em 19 de maio de 2018 às 12:08.

Por Padre José Assis Pereira

Hoje os cristãos católicos celebram a solenidade do Pentecostes. Os judeus chamaram-lhe Festa das Semanas, sete semanas, cinquenta dias depois da Páscoa. Era uma festa originariamente em que se ofereciam a Deus os primeiros frutos das colheitas, num gesto de ação de graças. Mais tarde, os rabinos também lhe deram o sentido da comemoração da Aliança, da entrega da Lei ao povo de Deus no Sinai.

Santo Agostinho nos ajuda a compreender o significado para nós cristãos do Pentecostes: “Celebramos aquele dia em que Nosso Senhor Jesus Cristo, glorificado pela ascensão após sua ressurreição, enviou o Espírito Santo. Assim está realmente descrito no Evangelho: ‘Se alguém tem sede, venha a mim e beba. Quem crê em mim, de seu seio jorrarão rios de água viva’. O explica em seguida o evangelista, dizendo: ‘Ele falava do Espírito que, deviam receber os que nele cressem; pois não havia ainda Espírito, porque Jesus não fora ainda glorificado’ (Jo 7,37b-39). Restava, portanto, que uma vez glorificado Jesus após sua ressurreição dentre os mortos e sua ascensão ao céu, imediatamente se seguisse a doação do Espírito Santo enviado pelo mesmo que o tinha prometido. Como de fato aconteceu”.

CONTININUE LENDO AQUI

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube