Fechar

Fechar

Ministério Público investiga venda de mandato de ex-prefeito de Cabedelo

Da Redação. Publicado em 3 de abril de 2018 às 13:50.

Foto: Reprodução/internet

Foto: Reprodução/internet

O procurador-geral de Justiça da Paraíba, Seráphico da Nóbrega [foto], revelou em entrevista coletiva nesta terça-feira, 03, que um dos desdobramentos da Operação Xeque-Mate, que prendeu 11 pessoas incluindo o prefeito de Cabedelo, Leto Viana,  a primeira-dama e vereadores da cidade, investiga a venda do mandato do ex-prefeito Luceninha, que renunciou ao cargo.

A operação foi desencadeada após a delação premiada do vereador Lucas Santino.

Segundo o procurador, o delator disse em depoimento que Luceninha ganhou para fazer a renúncia.

– O que houve durante delação é que se relata a compra de mandato de Luceninha. Ele teria recebido pra renunciar. Recebeu em espécie R$ 500 mil, que teria sido entregue por dois jornalistas assessores da Câmara de Cabedelo – explicou.

A Operação Xeque-Mate movimentou a cidade de Cabedelo. Segundo a Polícia Federal, R$ 300 mil foram apreendidos em espécie.

As declarações repercutiram na Rádio Correio FM.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube