...

Campina Grande - PB

Governo estadual mostra uso da palma na ração animal e alimento humano

16/04/2018 às 16:20

Fonte: Da Redação com Secom/PB

A palma como alimento e fonte de água para o semiárido e seu cultivo para a alimentação animal e humano serão apresentados no dia 26 de abril, na Estação Experimental Benjamim Maranhão, em Tacima, durante um Dia de Campo promovido pelo Governo do Estado e organizado pela Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária (Emepa), que reunirá pesquisadores, criadores, estudantes e pessoas interessadas em conhecer as potencialidades dessa cultura.

Com cinco estações, o Dia de Campo tem uma programação que começa às 8h30, após abertura do presidente da Gestão Unificada, Nivaldo Magalhães, e o diretor técnico da Emepa, Manuel Antônio de Almeida (Manoel Duré), e boas vindas de Jefferson Viana, chefe da estação, seguida de palestra sobre a importância do cultivo da palma no contexto do semiárido – ações de pesquisas do projeto Agrocapri, pelo pesquisador Wandrick Hauss de Sousa, da Emepa.

Na primeira estação será discutido o controle de pragas e doenças na cultura da palma pela professora Luciana Cordeiro Nascimento, da UFPB. Na segunda estação, o pesquisador João Paulo Farias Ramos, da Emepa, falará sobre o Banco de Germoplasma de palma irrigado utilizando energia solar e, na terceira estação, os pesquisadores Thiago Aires Ramos, da Emepa, e Edson Mauro Santos, da UFPB, abordarão o sistema de produção de palma forrageira.

Foto: Secom/PB

Foto: Secom/PB

Na quarta estação, os participantes tomarão conhecimento acerca da utilização estratégica da palma forrageira na alimentação, tendo como palestrantes Felipe Queiroga Cartaxo, da Emepa e Juliana Silva de Oliveira, da UFPB e, na última estação, os pesquisadores Flávio Gomes de Oliveira e Humberto Barbosa Cabral, ambos da Emepa, abordarão o uso da palma na alimentação humana.

O presidente da Gestão Unificada, Nivaldo Magalhães, ressaltou a importância para a pecuária paraibana a realização deste Dia de Campo, porque vai apresentar alternativa para alimentar os rebanhos durante a escassez de ração.

Já o diretor técnico da Emepa, Manuel Duré, destacou que o evento vai permitir o conhecimento das pesquisas que vêm sendo desenvolvidas visando oferecer material que ajuda na convivência com as estiagens no semiárido, sem prejudicar o rebanho.

Pelo pesquisador e coordenador do projeto de pesquisa, Wandrik Hauss, serão apresentados seis experimentos utilizando palma forrageira, inclusive um na alimentação humana e o restante destinado à silagem para a alimentação animal. São trabalhos que contam com a importante parceria da Embrapa.

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons