...

Campina Grande - PB

Escolas municipais de CG realizam ações no Dia Mundial da Conscientização do Autismo

02/04/2018 às 15:01

Fonte: Da Redação com Codecom/CG

Foto: Codecom/CG

Foto: Codecom/CG

No dia dedicado à reflexão e defesa dos direitos dos autistas, diversas escolas do Sistema Municipal de Ensino de Campina Grande realizaram nesta segunda-feira (2) atividades em alusão à data, ressaltando a importância da inclusão e do desenvolvimento de ações que garantam o acesso, a permanência e a progressão de crianças e adolescentes autistas na vida escolar.

Uma das escolas a destacar a data foi a Aroldo Cruz Filho, onde foi apresentado a todas as turmas um vídeo com informações básicas sobre o autismo, seguido por uma conversa com as crianças sobre inclusão.

Já na Escola Municipal Alice Gaudêncio, a data foi trabalhada com os alunos de forma lúdica, através da contação de histórias relacionadas ao tema.

Segundo a Coordenadora de Educação Especial da Seduc, Iara Moraes, embora seja lembrado nesta segunda-feira, o Dia Mundial da Conscientização do Autismo vai ser tema de ações em escolas e creches do município durante toda a semana.

Atualmente, o Sistema Municipal de Ensino tem 183 alunos diagnosticados com autismo matriculados em suas escolas e creches, recebendo da Seduc todo o apoio necessário para ter acesso, permanecer e progredir na vida escolar.

De acordo com a secretária de Educação do município, Iolanda Barbosa, assim como todos os demais alunos com necessidades especiais matriculados no Sistema Municipal de Ensino, as crianças e adolescentes com autismo participam das atividades regulares e recebem atendimento complementar através dos professores do Atendimento Educacional Especializado (AEE).

Foto: Codecom/CG

Foto: Codecom/CG

Para os casos em que o aluno apresenta algum grau de dependência, também é assegurado pelo município o acompanhamento de um cuidador.

“A gestão do prefeito Romero Rodrigues tem realizado um trabalho pioneiro na área da Educação Especial. Em 2014, tínhamos apenas um cuidador no Sistema Municipal de Ensino, número que este ano já é de 169, o que simboliza o crescimento das matrículas de alunos especiais e a confiança dos pais em nosso trabalho. Além de garantir o cuidador, também investimos em formações para todos os profissionais que trabalham com a Educação Especial e oferecemos a estrutura necessária para que nossos alunos possam ter seus direitos efetivados”, ressaltou.

Politicas Publicas

Além das ações realizadas nas escolas e creches do Sistema Municipal de Ensino, a Seduc também integra a comissão intersetorial criada por determinação do prefeito Romero Rodrigues com a finalidade de realizar um diagnóstico estatístico dos casos existentes na cidade.

Para reunir o maior número de informações possível, a Prefeitura criou no site observacampina.com um espaço para que a população possa responder à pesquisa, disponível no ícone Cidadania Digital/ Consultas públicas.

A intenção é, a partir dos resultados dessa pesquisa, planejar e implantar políticas públicas e serviços que atendam às demandas específicas desse público, garantindo seus direitos e proporcionando melhor qualidade de vida.

Além da Seduc, também participam dessa ação as secretarias de Saúde, Planejamento e Gestão, a Urbema e entidades de representantes de crianças autistas.

O Dia Mundial do Autismo, celebrado anualmente em 2 de abril, foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 18 de dezembro de 2007, para a conscientização acerca dessa questão.

De acordo com especialistas da ONU, acredita-se que este transtorno de desenvolvimento atinge mais de 70 milhões de pessoas em todo o mundo, afetando a maneira como esses indivíduos se comunicam e interagem.

Por sua vez, a Prefeitura Municipal de Campina Grande, consciente da importância do desenvolvimento de ações sociais e inovadoras políticas públicas em favor deste segmento social, iniciou um cadastramento para verificar o número de autistas que moram na cidade. O cadastro pode ser feito via online ou presencial.

Segundo o presidente da Empresa Municipal de Urbanização da Borborema (Urbema), Carlos Dunga Junior, está se desenvolvendo todo um esforço de divulgação em torno deste cadastramento, objetivando-se o levantamento do real quadro do segmento autista.

A articulação deste procedimento, que envolve pastas como Saúde, Educação, Planejamento e entidades representantes de crianças autistas.

“De fato, já foi iniciada coleta/campanha para buscar dados sobre o número de pessoas com autismo na cidade. A pesquisa será online e também em unidades do Programa Saúde da Família e escolas municipais. A partir disso, a PMCG pretende implementar ações que atendam às reais necessidades dos autistas”, explicou.

Caberá à assessoria da Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão o cadastro online. Para isto, as pessoas podem acessar este site, indo ao link cidadania digital/consultas públicas/pesquisa para mapeamento de casos de autismo.

Outro espaço físico para o atendimento às famílias que ainda não disponham de acesso à internet é a antiga AACD, atual Centro Especializado em Reabilitação, no bairro de Bodocongó.

Para Carlos Dunga, este tipo de levantamento é fundamental para reforçar ações de planejamento destinadas a gerar benefícios, serviços e obras em favor do público autista.

Frisou, contudo, que tudo isso passa, inicialmente, pela catalogação de pessoas que se encontram nesta situação no município. Para ele, conhecer é a melhor forma de auxiliar.

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons