...

Campina Grande - PB

Enivaldo critica indefinição de candidatura e reclama mais espaço no governo Romero

10/04/2018 às 12:58

Fonte: Da Redação*

Diante da atual conjuntura política e a postura da oposição para as eleições 2018, que ainda não apresentou um candidato à sucessão estadual na Paraíba, o vice-prefeito de Campina Grande, Enivaldo Ribeiro (PP), afirmou que o Progressistas participou de algumas conversas com o grupo, mas reprovou o fato de não ter sido escolhido um postulante.

Enivaldo criticou a perda do ‘time’ da apresentação do nome, quando o grupo do governador Ricardo Coutinho já oficializou João Azevedo como postulante do PSB.

Ele destacou que a oposição foi “incompetente” e que o fato de nada ter sido definido beneficia o grupo do governo.

– A oposição poderia ter sido mais competente para apresentar no tempo adequado, mas não teve competência pra isso. O resultado é que ficou nessa situação de desistências, pois não houve definição de nada. Só quem decidiu foi Maranhão, que vai ser candidato. Fora isso, não teve nada de novo, só desistências. A oposição teve a oportunidade de sair coesa e unida, para ter uma eleição tranquila. Agora vai ter trabalho para se sair bem dessa história toda, que não sei como é que vai ser – opinou.

Foto: Paraibaonline

Para Enivaldo, a união das oposições “depende de muitos atores que estão aí”, mas que “fica difícil falar pelos outros”.

Ele também descartou haver um acordo com o prefeito Romero Rodrigues, para que o tucano saísse candidato e assim assumisse a prefeitura.

– Até a última hora, Romero não conversou comigo nada, se iria sair ou não. Por isso que eu não tinha certeza, só se desenhou a possibilidade dele sair. Ele não me chamou para conversar, se ele fosse candidato iria me chamar para conversar alguma coisa. Pra mim não foi uma surpresa – pontuou.

Por fim, o vice-prefeito reiterou o apoio à gestão municipal, mas frisou que o PP precisa de mais ‘prestígio’ no governo.

– A gente precisa de prestígio no governo. O espaço que temos é muito pouco para o tamanho do partido e para o que fizemos, como as casas do Aluízio Campos, as estradas e casas de um modo geral, o apoio que Aguinaldo tem dado lá em Brasília, e que Daniella também tem dado – finalizou.

*As declarações repercutiram na Rádio Correio FM, nesta terça-feira, 10.

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons