Fechar

Fechar

Colunista: não há o que se comemorar com a prisão de Lula

Da Redação*. Publicado em 6 de abril de 2018 às 8:27.

Não existe nenhum motivo para contentamento ou satisfação na execução da pena que a Justiça Federal aplicou ao ex-presidente Lula.

 A trajetória pessoal e política do petista e o seu envolvimento e empatia com fatia expressiva da população brasileira, notadamente a situada nas camadas mais populares, é algo admirável e singular.

 Mas, à luz do sol, é pouco provável e até ilógico que o ex-presidente não tenha tomado conhecimento do ´rosário´ de negociatas que permearam a sua gestão e da ex-presidente Dilma.

 É sabido, deploravelmente, que a corrupção é uma chaga impregnada na cultura da administração pública brasileira, com um longo rastro de impunidade.

Foto: Ricardo Stuckert

Mas o que potencializa o ciclo petista é a carga de simbologia que envolveu a chegada de Lula ao poder.

Não podia, não devia ter dado nisso. Era “a esperança vencendo o medo”, um salto e um marco na vida da Nação.

Tudo isso é algo triste e melancólico, até porque um País aprendeu com Lula a avançar “sem medo de ser feliz”.

*fonte: coluna Aparte, com o jornalista Arimatéa Souza. Para ler a coluna inteira, aperte AQUI.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube