Fechar

logo

Fechar

Sindicato dos Peritos denuncia risco de contaminação no IPC de João Pessoa

Da Redação. Publicado em 7 de março de 2018 às 15:09.

Foto: Secom/PB

Foto: Secom/PB [arquivo]

“Estamos em interdição total pela falta de condições estruturais e funcionais que lá foram encontradas”, afirmou o presidente do Sindicato dos Peritos, Herbeth Bozon, em entrevista nesta quarta-feira (07), referindo-se ao Instituto de Perícia Científica de João Pessoa, que foi interditado pelo Ministério Público.

Segundo Bozon, são várias as condições insalubres. Ele revelou que corpos estão expostos, entre outros problemas que prejudicam o trabalho dos peritos.

– Os servidores são submetidos a uma condição de insalubridade extrema, por exemplo, produtos tóxicos são manipulados sem equipamentos de proteção individual. O alojamento masculino tem uma grande rachadura com grande risco de desabamento. O alojamento feminino com mofo. Corpos em estado de putrefação expostos. É uma estrutura de 1981 que nunca foi reestruturada. O Sindicato é de 2014, quando chegamos já tinha essa problemática. Não tem orçamento para fazer reforma – lamentou.

O sindicalista denunciou ainda que há risco de contaminação do solo por conta do escoamento indevido de líquido cadavérico.

– Foi constatado líquido cadavérico. Parte dele cai no solo e outra vai para uma fossa que também não esta adequada. Há o risco do lençol freático ser contaminado – alertou.

Após interdição do IPC em João Pessoa, cadáveres serão enviados para Campina Grande.

As declarações repercutiram na Rádio Correio FM.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube