Fechar

Fechar

Ricardo Coutinho: em abril “não vai mudar nada!”

Da Redação*. Publicado em 1 de março de 2018.

Foto: Paraibaonline

O governador Ricardo Coutinho (PSB) concedeu uma longa entrevista em Campina Grande, nesta quarta-feira.

Um resumo de suas declarações foi publicado na coluna Aparte, assinada pelo jornalista Arimatéa Souza. Confira.

 “Todas as obras estão com recursos separados. Eu não dependo de recursos futuros. Eu não comprometo o futuro. Eu vou entregar o governo, quando chegar o momento, com todas as obras pagas. E se não pagas, porque só se paga quando mede (feita a medição), com o dinheiro depositado numa conta específica”.

RC foi perguntado se o planejamento acima seria para abril ou dezembro: “É para o Estado da Paraíba daqui pra frente. Este governo vai estar no dia 30 de dezembro inaugurando obras, o que é bastante auspicioso.

“O próximo governante pegará um Estado diferente do que eu peguei, completamente saneado e equilibrado financeiramente. Com uma perspectiva de investimento diferenciada no Brasil afora”.

Sobre a sugestão de se proibir a abertura da comporta do Açude de Boqueirão: “Tem gente pra tudo! Tem gente que acha que o bom é aparecer; dizer qualquer bobagem e aparecer”.

“Eu não conversei. Na verdade, eu estou é apaixonado por isso que eu faço. Você imagina o que é um governante chegar no 8º ano, quando muitos já tinham limpado as gavetas todas e estavam tratando da sua vida particular, do seu cargo, e eu estou fazendo o inverso e com uma alegria enorme. A Paraíba não é um Estado rico, mas resolvido. Eu não conversei com ninguém.

“A minha visão é que eu não ponho em risco, em absoluto, esse equilíbrio do Estado, que estará – penso eu – sob a minha responsabilidade até o último dia. Não tem novo governo. Não existe essa ideia ou possibilidade. Não existe essa coisa de alguém chegar e dizer que em abril eu vou mudar.

Não vai mudar nada! Esse governo vem dando conta e quem foi eleito foi eu!

“É preciso respeitar aquilo que foi definido. Não tem essa história de dar ´cangapé´ (tipo de capoeira) e que (alguém) vai mudar isso ou aquilo. Isso não está em discussão com ninguém! Não discuto isso com ninguém!

Eu – governando até dezembro (frase no condicional) – governarei com a maior alegria, porque essa foi a melhor coisa que eu fiz na vida até hoje”.

Sobre as declarações recentes de José Maranhão, segundo as quais as duas únicas certezas (até agora) deste ano eleitoral são a candidatura dele próprio e a desincompatibilização do governador: “Ele tem razão em parte. Eu acho que a candidatura dele… Ele tem conhecimento da política e conhece os meandros disso. Então ele tem a decisão de se candidatar. Em função disso, não posso pedir a ele o apoio à nossa candidatura. Eu respeito”.

– A outra parte (sua saída em breve do governo) nós vamos saber daqui a alguns dias. Eu não creio que ele possa estar sabendo mais do que eu – acrescentou Ricardo.

*fonte: coluna Aparte. Para ler a coluna inteira, clique AQUI.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube