Fechar

Fechar

Presidente da ALPB endurece o tom e afirma que vai cortar ponto dos faltosos

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba). Publicado em 1 de março de 2018.

Foto: Paraibaonline

Poucos deputados têm comparecido às sessões legislativas desde que os trabalhos foram transferidos para o Plenário da Câmara Municipal de João Pessoa por conta das obras de reformas na sede da Assembleia Legislativa do Estado. Além dessa situação, o movimento do ano eleitoral tem sido outro motivo aparente das ausências dos parlamentares.

 O presidente da Casa, deputado Gervásio Maia (PSB) resolveu chamar o feito a ordem e disse que vai cortar o ponto dos faltosos.

“O ponto vale para os deputados que estão votando e os que não estão em plenário votando estará sujeito ao corte. Só temos esforço concentrado uma vez por semana. Então, a presença foi combinada com os líderes junto com a Mesa Diretora e a orientação já foi dada. O encaminhamento será feito direto ao setor de Recursos Humanos”, avisou.

 O líder do governo, Hervázio Bezerra (PSB) endossou as palavras do presidente e lembrou aos pares que quem comparecer tem que ficar até o final da sessão e não “pegar uma garapa”, digitalizar a presença e sair. “A não ser que a saída seja justificada por uma viagem ou por outro motivo e não faltar ao quorum, mas nós precisamos todas as quartas-feiras esgotar toda a pauta”, avisou.

 O deputado da bancada de oposição Renato Gadelha (PSC) chegou a sugerir que a verificação da presença seja feita no final após a votação para obrigar que todos os parlamentares permaneçam na sessão ate o encerramento.

O deputado João Gonçalves (PDT) chegou a apelidar os colegas de “Beija-flor”, pois são os que chegam à sessão somente para votar e depois saem. “Essa frequência só atende a 50% . Esse quorum tem que ser do início ao fim e não pode ser estabelecido como regra do produto final. O deputado beija-flor não pode só chegar aqui, beijar e o microfone e ir embora”, ironizou.

Para Branco Mendes (PEN) é preciso que todos saibam conciliar a agenda política nas bases, mas sem esquecer o trabalho em Plenário para que se tenha a responsabilidade de discutir os problemas do Estado “Nós não podemos passar para a sociedade a imagem de deputados preguiçosos. Nós estamos aqui, representando o povo da Paraíba e é uma obrigação nossa vir pelo menos às quartas-feiras votar e discutir as matérias em Plenário”, enfatizou.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube