Fechar

Fechar

Prefeito esclarece que indecisão da oposição antecipou sua saída do pleito

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba). Publicado em 1 de março de 2018.

Muito embora dizendo “de coração feliz” e que “estava muito bem” durante a coletiva realizada no início da tarde desta quinta-feira (01), para explicar a decisão em não mais participar das eleições de outubro, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), deixou externar a mágoa com a indefinição dos partidos da oposição.

A demora em definir um nome para disputar o governo do Estado deixou irritado o prefeito e a situação foi agravada ainda mais com a resistência do MDB em seguir com a candidatura própria.

Cartaxo disse que fez a sua parte ao dar início ao processo eleitoral, mas que nunca chegou a impor o seu nome, apesar de ter tido o apoio de várias lideranças e as indicações das pesquisas que o apontavam como favorito e o de menor rejeição nas intenções de voto.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

Contudo, sobre a indagação se ficaria ainda ou não na oposição, o prefeito disse que seria uma decisão para tomar posteriormente.

“Saio desse processo com a minha consciência extremamente tranquila porque busquei o diálogo, busquei o entendimento fiz a minha parte, consegui viajar por diversas regiões do Estado, colocamos a importância em fazer um plano para a Paraíba levando em consideração áreas essenciais, a exemplo da segurança, saúde e educação. Essa parte de aliança vai ficar para um segundo momento”, avaliou.

Cartaxo disse ainda que não tinha apego ao poder e que não queria participar de todo processo eleitoral como condição fundamental, mas que preferia continuar trabalhando pela cidade de João Pessoa e sua população.

“Isso é o mais importante”, enfatizou.

Apesar dos fatos, o gestor se disse aberto ao bom diálogo e que não vai dar as costas para a Paraíba e que sua decisão não será meramente pessoal, mas será feita com muita gente para continuar na caminhada com as forças de oposição no Estado.

Ele frisou ainda que precisa saber quem são os candidatos.

“Cada partido tem sua autonomia, da mesma forma que eu tomei a minha decisão, porque eu disse que tínhamos prazo, que tínhamos um limite para avançar nesse processo. Então, eu vou esperar a decisão dos demais partidos e quais os nomes que vão se colocar ao governo da Paraíba e quando os nomes estiverem apresentados, nós vamos fazer um bom debate. Os partidos não queriam tempo? Agora está todo mundo à vontade para escolher na hora que for necessária e quando acertarem isso eu vou opinar”, finalizou.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube