Fechar

logo

Fechar

Feminista alerta para os dados alarmantes de violência contra a mulher

Da Redação*. Publicado em 8 de março de 2018 às 11:06.

A jornalista Thamires Tamares Santos, membro do Bruta Flor Coletivo Feminista, comentou, em entrevista, sobre a importância do Dia Internacional da Mulher, para ressaltar a luta das mulheres pelos direitos iguais e pelo respeito dentro de um país machista.

Ela mencionou que o Brasil está em 5º lugar no ranking de países que mais apresentam feminicídios.

Foto: Paraibaonline

Thamires lembrou que a Paraíba registrou casos de feminicídios brutais, como a barbárie de Queimadas e o estupro e morte da menina Rebeca, em João Pessoa. Também citou que em 2017, 76 mulheres foram mortas na Paraíba, enquanto em 2018 já foram registradas mortes de 21 mulheres no Estado.

– As pessoas ainda acham que é motivo de lembrar só da beleza feminina, mas as mulheres lutaram muito para que hoje a gente esteja comemorando o 8 de março. É um símbolo de luta. A simbologia do 8 de março quer mais dizer para a gente que a gente tem que lutar pelos nossos direitos. A mulher lutou muito para ter seu espaço de trabalho, seu direito ao voto, mas a gente não pode parar quando nos deparamos com números assustadores – frisou.

A jornalista destacou a importância de existência de políticas públicas que apresentem apoio às mulheres que sofrem assédio e outros tipos de violência diariamente.

Ela também afirmou que a única maneira de mudar a realidade de violência contra a mulher é promover o incentivo à educação desde cedo para que o respeito e a igualdade sejam realidade no convívio social.

*As informações foram concedidas em entrevista à Rádio Caturité AM

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube