Fechar

logo

Fechar

Ex-diretor: faltaram terreno e recursos para a construção do IPC de João Pessoa

Da Redação de João Pessoa. Publicado em 14 de março de 2018 às 7:49.

O ex-diretor do Instituto de Polícia Científica (IPC) de João Pessoa e atual vereador Humberto Pontes (Avante), de João Pessoa, revelou que existia sim no contrato firmado entre o governo do Estado e o empresário Roberto Cavalcanti a construção também de um IPC na cessão de um terreno do Estado, em Mangabeira, para a construção de um shopping.

Conforme o vereador, existe ainda um terreno vizinho à Academia de Polícia, localizado na zona sul da Capital, mas a Sudema e Ibama não autorizaram a construção por se tratar de uma área de preservação da Mata Atlântica.

Foto: Paraibaonline

“Havia o compromisso de construir a Central de Polícia, a Academia de Polícia e o IPC sim, mas não foi possível  construí-lo nesse terreno que hoje está todo cercado. Mas buscamos outras alternativas e tentamos um terreno no Distrito Industrial. O governador chegou a fazer a desapropriação, mas o ex-proprietário entrou na Justiça questionando. Depois ficamos procurando terrenos que pudessem alocar o IPC, porque o órgão não poderia ser dentro da cidade, e não conseguimos”, disse.

Segundo Pontes, o fato é que a construção da Central de Polícia e da Academia de Polícia levou mais recursos que o esperado.

“Este também foi mais um dos motivos pelos quais não se construiu o IPC de João Pessoa”, atestou.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube