Fechar

logo

Fechar

Assentados da Paraíba vão fornecer frango caipira para merenda escolar

Da Redação com Ascom. Publicado em 3 de março de 2018 às 8:00.

Agricultores de cerca de 30 assentamentos da reforma agrária de várias regiões da Paraíba vão fornecer, a partir deste mês, frango caipira abatido e congelado para a merenda escolar das 34 Escolas Cidadãs Integrais do Governo do Estado, que atendem 11 mil alunos em 25 municípios.

Os assentados integram a Cooperativa dos Empreendedores Rurais Rede Agro PB, que venceu, há cerca de 15 dias, uma licitação, no valor aproximado de R$ 1 milhão, para o fornecimento regular, através do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), de 66 toneladas de frango no período de março a dezembro deste ano.

Em uma reunião na sexta-feira (2), na Secretaria da Agricultura da Paraíba, no Centro Administrativo Estadual, em João Pessoa, representantes do Governo do Estado e da Rede Agro PB discutiram detalhes da criação e do abate das aves, incluindo o levantamento da capacidade de produção de cada associado e dos custos de aquisição dos pintos, da ração, do transporte dos frangos vivos, do abate e do transporte do produto congelado para os pontos de entrega, bem como o valor que os produtores receberão por cada animal.

De acordo com o agricultor assentado e presidente da Rede Agro PB, Jaciel Franklin Pereira da Silva, do Assentamento Canudos, no município de Cruz do Espírito Santo, o encontro teve como principais objetivos organizar a produção dos frangos caipiras de forma a atender a legislação sanitária e definir os calendários de abate e de entrega das aves para esta primeira licitação vencida pela Rede Agro PB, criada há três meses.

foto: ascom

Participaram da reunião representantes da Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca (Sedap), da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater/PB)/Gestão Unificada, que será responsável pela assistência técnica aos produtores, a secretária de Agricultura, Meio Ambiente e Pesca do Município de Lucena, Edjane Maria Carlos dos Santos, cooperativas que integram a Rede Agro PB, como a Cooperativa dos Agricultores Familiares do Semiárido de Queimadas (Coopravida), a Cooperativa da Agricultura Familiar do Agreste da Borborema (Coafab), a Cooperativa dos Produtores Rurais de Campina Grande e Boa Vista (Coopegrande), a Cooperativa de Produção e Industrialização da Aquicultura e Agricultura Familiar da Paraíba (Cindeas) e a Cooperativa de Avicultores de Galinha Caipira e Agricultura Familiar do Estado da Paraíba (Coopeaves), proprietária de um abatedor, no município de Monteiro, no Sertão paraibano, onde os animais serão processados.

Assistência técnica

Todos os avicultores ligados à Rede Agro PB serão assistidos pela Emater/PB, através dos assessores técnicos, ambos médicos veterinários, Vicente de Assis Ferreira, que também é consultor do Sebrae/PB na área de avicultura, e Hermano Araújo, ex-superintendente da Emater/PB e ex-presidente do Comitê Estadual de Sanidade Agrícola (Coesa/PB), que também participaram da reunião na Sedap e deram orientações aos representantes das cooperativas que integram a Rede Agro PB.

“Só temos dois objetivos: o bem do produtor rural e o crescimento da avicultura caipira no nosso estado”, disse Vicente de Assis Ferreira.

Preço de mercado

Os avicultores ligados à Rede Agro PB vão receber os mesmos valores pagos pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) por quilo de frango caipira, de acordo com o presidente da Coopeaves, o médico veterinário Ricardo Morato.

Ele explicou que, descontados os custos com o transporte para o abatedor, com o abate, com a entrega dos animais congelados e com os impostos, o preço final pago ao produtor chegará a um valor entre R$ 8 a R$ 10 por cada ave com peso médio de 2,5 quilos.

A expectativa é que os frangos sejam comercializados com pouco menos de 90 dias de vida, o que, de acordo com Morato, reduziria os custos com a aquisição de ração – que tem custo significativo na avicultura.

Os frangos congelados seguirão para os pontos de entrega em embalagens individuais com a marca “Estrela Caipira” – nome fantasia utilizado pela Rede Agro PB.

Rede Agro PB

Criada em 1º de dezembro de 2017, a Rede Agro PB é a maior cooperativa da Paraíba em seu segmento e possui 222 sócios – representando mais de 500 famílias –, incluindo, além de beneficiários da reforma agrária, agricultores familiares, quilombolas e cooperativas de produtores rurais.

A Rede Agro PB também reúne produtores de macaxeira, inhame, cará, batata doce, melancia e jerimum. Mas, os principais produtos de comercialização da cooperativa são os frangos e ovos caipiras. “Foi a necessidade de organizar a produção avícola e de criar canais de comercialização para as aves caipiras que motivou a criação da cooperativa”, disse Jaciel da Silva.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube