Fechar

Fechar

Agentes de Saúde de Campina Grande vão realizar paralisações semanais 

Da Redação com Ascom. Publicado em 1 de março de 2018.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

Em assembleia realizada na manhã desta quinta-feira, 01, os Agentes de Combate às Endemias (ACE) e Agentes Comunitários de Saúde (ACS) de Campina Grande decidiram paralisar as atividades toda semana durante o mês de março, com indicativo de greve, para cobrar providências contra o descaso da gestão municipal.

As primeiras acontecerão nos dias 07, com ato público na Praça da Bandeira a partir das 9h e também no dia 08, com programação voltada ao Dia Internacional da Mulher.

A decisão é resultado da insatisfação das duas categorias com o tratamento dispensado pela Prefeitura aos servidores, como enfatizou o vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e da Borborema (Sintab), Giovanni Freire.

“Eles estão muito insatisfeitos com relação à data base, visto que o reajuste deveria ser para janeiro mas o prefeito Romero anunciou que será apenas em maio, mas alegou que não tem o índice e não falou sobre o retroativo que deveria ser equivalente ao mês de janeiro”, disse.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

Ainda segundo Giovanni, os trabalhadores também não entendem o prazo anunciado pela Secretaria de Saúde para levantar o impacto financeiro do enquadramento no PCCR tanto pelo tempo de serviço como por titulações e capacitação.

Outra denúncia é sobre a má qualidade dos materiais e equipamentos de trabalho.

“O Sintab irá protocolar por meio de ofício esta reclamação, segundo eles a bolsa tem péssima qualidade e o protetor solar não tem sequer registro na Anvisa”, detalhou.

O diretor de Comunicação do Sindicato, Napoleão Maracajá, lembrou as denúncias de quantas autoridades políticas de outros municípios, incluindo prefeitos, ex-prefeitos e vereadores, estão empregadas na estrutura da Prefeitura de Campina Grande.

“A Prefeitura vive uma falência múltipla de seus órgãos, já dividiu duas vezes a parte patronal, em 60 vezes. Há mais de um ano não repassa as consignações para o sindicato. E no meio disso tudo alega que falta dinheiro, mas acomoda autoridades políticas de outros lugares. É no mínimo, descaso com o servidor”, destacou.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube