...

Campina Grande - PB

Samu-JP capacita 160 profissionais de educação em primeiros socorros

03/02/2018 às 11:50

Fonte: Da Redação

foto: Secom/JP

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) capacitou, na tarde desta sexta-feira (2), profissionais dos Centros de Referência em Educação Infantil (Creis) para o atendimento de primeiros socorros a crianças. A capacitação foi realizada no auditório do Centro Administrativo Municipal (CAM), em Água Fria.

Esta primeira capacitação foi destinada a 160 profissionais que atuam como coordenadores, professores e berçaristas que integram os 85 Creis da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). Dentro da programação, haverá também a capacitação para os cuidadores de crianças especiais.

Na capacitação foram realizados palestras e demonstrações de procedimentos básicos de primeiros socorros para que os profissionais saibam como proceder em meio a situações que envolvam engasgos dos bebês, queda, febre alta, crises epiléticas e paradas cardiorrespiratórias, entre outras.

“É uma capacitação que propicia mais confiança e segurança para as famílias e para os profissionais dos serviços que lidam com crianças e que precisam de toda assistência necessária”, ressaltou Ana Giovana Medeiros, secretária-adjunta da SMS.

“Com este treinamento, os profissionais terão mais segurança para atuar com a prevenção de acidentes e estão capacidades para realizar os primeiros atendimentos”, completou.

Dentro da perspectiva de programação, a Secretaria de Saúde juntamente com a Secretaria de Educação de João Pessoa, estarão capacitando profissionais de todas unidades educacionais, atuando de forma preventiva e garantindo assistência imediata em caso de acidentes nas unidades escolares do município.

Conforme o coordenador de Enfermagem do Samu, Emanoel Almeida, a capacitação é uma das ações do Núcleo de Educação Permanente (NEP).

“Neste primeiro momento, foram contemplados os coordenadores e professores dos Creis que atendem crianças com até seis meses de idade. Iremos dar continuidade as capacitações e fazer com que haja assistência imediata em saúde dentro das unidades escolares”, afirmou.

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons