Fechar

Fechar

Reforma da Previdência: presidente do PSDB/PB é contra acordo fechado pelo partido

Da Redação com Ascom. Publicado em 8 de fevereiro de 2018 às 11:40.

Impopular e impositiva. São estas as duas características que na avaliação do presidente do PSDB da Paraíba, Ruy Carneiro, impedirão a aprovação da proposta de reforma da Previdência apresentada pelo Governo Michel Temer e que tramita na Câmara dos Deputados.

Ruy reforçou que é contra o projeto e avalia que a executiva nacional do partido não deveria ter fechado questão em favor da aprovação, conforme decisão tomada nessa quarta-feira (7).

“O ajuste no sistema previdenciário não pode ser feito de qualquer jeito e qualquer preço”, argumenta.

“Nossa avaliação sobre a reforma da Previdência é clara: nos colocamos contra porque, na nossa avaliação, o governo Michel Temer perdeu a legitimidade política para promover mudanças tão profundas na vida dos brasileiros”, afirma Ruy Carneiro, para quem o debate sobre o projeto tem sido raso e ficou restrito à tentativa de convencer a população por meio de uma campanha publicitária.

“Isto é muito pouco e mostra que o governo Temer não teve a disposição de debater em profundidade com a sociedade brasileira”, diz.

Foto: Ascom/ Arquivo

Carneiro lembra que o presidente Michel Temer (MDB) é o mais impopular desde a redemocratização do Brasil e que, por esta razão, será muito mais legítimo que o próximo presidente – eleito em outubro – possa conduzir este debate.

O parlamentar critica a tentativa do governo federal de fazer mudanças pontuais na proposta de reforma – que deve ser votada até o próximo dia 28 de fevereiro – apenas para agradar a parlamentares e conseguir votos.

“Uma concessão aqui e outra acolá deformam ainda mais a proposta e não atinge o objetivo principal que é o de garantir a sustentabilidade do sistema de previdência social do Brasil”, aponta.

Ruy destaca que apesar de fechar questão, a executiva nacional do PSDB garantiu que quem votar contra não sofrerá nenhuma sanção interna.

“Esta é uma demonstração clara de que o partido considera este um tema controverso, que não contará com o apoio da maioria do Congresso Nacional, assim como não conta com o apoio da população”, conclui.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube