Fechar

logo

Fechar

Prefeito de Campina Grande faz visita institucional ao TJPB

Da Redação com Ascom. Publicado em 27 de fevereiro de 2018 às 17:41.

Foto: Ascom/TJPB

Foto: Ascom/TJPB

O presidente do Tribunal da Paraíba, desembargador Joás de Brito Pereira Filho, recebeu, nesta terça-feira (27), a visita institucional do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, que veio acompanhado do procurador-geral do Município, José Mariz.

Na pauta, questões institucionais relativas à Prefeitura de Campina Grande, a exemplo de pagamento de precatórios e diligências dos oficiais de justiça.

Foto: Ascom/TJPB

Foto: Ascom/TJPB

O presidente Joás de Brito avaliou positivamente o encontro.

“Foi uma visita bastante positiva, institucional. Romero veio tratar de assuntos inerentes à Prefeitura de Campina, como precatórios, por exemplo, em face da nova emenda que prorrogou o prazo de pagamento para 2024. Ele veio ver se é possível estender o prazo. Além dos precatórios, foi debatida a questão das diligências dos oficiais de justiça. Trouxe sugestões para pensarmos em conjunto no sentido de resolver o problema, tanto da Prefeitura quanto do Judiciário”, revelou.

O prefeito Romero Rodrigues externou, também, satisfação ao término da visita.

“A audiência foi muito satisfatória. Primeiro, pela diligência com que o presidente Joás nos atendeu. E, segundo, porque pudemos dialogar sobre dois temas extremamente importantes, na busca de soluções para essas questões”, comentou.

Ainda sobre precatórios, o prefeito de Campina acrescentou:

“A legislação estendeu o prazo, porém, estabelece um percentual para pagamento que, em vez de ajudar, pode prejudicar a Prefeitura. Mas, estamos dialogando para que a gente consiga continuar honrando os compromissos com a Justiça, o que a gente tem feito desde 2013. Vamos agendar uma nova visita, dessa vez com o juiz José Guedes, para avançarmos na questão dos precatórios”, finalizou.

O assunto ainda foi comentado pelo procurador José Mariz.

“Temos convênios com a Justiça e estamos com muitas diligências paradas, exatamente porque mudou a forma de pagamento. O Conselho Nacional de Justiça impôs o pagamento adiantado aos oficiais de justiça, o que não combina muito bem com a contabilidade municipal”.

No que diz respeito a precatórios, o procurador adiantou que a Prefeitura tem quitado os pagamentos.

“Estamos em dia com o Tribunal, mas, agora, temos um prazo maior, mais dilatado, até 2024, para fazermos o recolhimento”, pontuou.

O presidente Joás de Brito se comprometeu em estudar as propostas que foram apresentadas pelo prefeito Romero Rodrigues, quanto aos dois assuntos tratados na audiência.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube