Fechar

Fechar

Educação integral deve custar quase R$50 milhões para o Estado, explica secretário

Da Redação. Publicado em 5 de fevereiro de 2018 às 15:52.

Foto: Secom/PB

Foto: Secom/PB

O secretário de Educação do Estado, Aléssio Trindade, afirmou que tem trabalhado no sentido de fazer com que a escola tenha um papel importante no auxílio da escolha da profissão do aluno do Ensino Médio.

Ele destacou que o aluno que cursa o Ensino Médio precisa escolher o que vai fazer na vida e é nesse momento que a escola precisa ajudar.

Aléssio comentou sobre o processo de transição do ensino regular para o ensino integral e citou que as duas opções vão ser oferecidas para os alunos da Rede Estadual de Educação.

Ele mencionou que o investimento para a educação integral vai custar quase R$50 milhões para o Estado conseguir manter professores, merenda e atividades em exercício durante todo o período letivo.

– O governo do Estado vai gastar, só com dobra de professor e suplemento para alimentação, quase R$50 milhões. Esse é um recurso contado e destinado para a educação integral. O governador vai assinar um decreto de TBDE para suplementação de alimentação do Estado de forma que o recurso da alimentação chegue mais rápido para os diretores das escolas – colocou.

As informações foram concedidas à Rádio Arapuan FM.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube