Fechar

Fechar

Deputado do MDB volta a criticar Maranhão e insinuar saída do partido

Da Redação*. Publicado em 1 de fevereiro de 2018 às 8:21.

O deputado federal Veneziano Vital do Rêgo (MDB) comentou sobre as conversas entre o senador e presidente estadual do partido, José Maranhão, com o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), no sentido de entregar a legenda à base do gestor tucano.

Em entrevista nessa quarta-feira, 31, Veneziano afirmou que Maranhão deveria, como presidente estadual da legenda, organizar o partido internamente para as eleições deste ano em vez de procurar siglas adversárias.

O parlamentar frisou que mantém a postura de 2014, em que o MDB se aliou ao grupo do governador Ricardo Coutinho (PSB), e que poderá sair da legenda quando da janela partidária no mês de abril.

Foto: Paraibaonline

– Nunca deixei de dar demonstrações do compromisso com o MDB, na seriedade das relações. Mas, fico na expectativa de ainda permanecer na legenda até o final do mês de março – explanou.

Sobre o convite do Partido Podemos, que agora está sob a direção do vereador campinense Galego do Leite, Veneziano destacou que se sente lisonjeado.

– Na última sexta-feira, o vereador renovou o convite, que pra mim é muito lisonjeiro e gratificante, afinal de contas trata-se de um parceiro leal ao projeto que defendemos aqui em Campina Grande. Porém, essa definição só tomarei no final do mês de março – comentou.

Indagado se vai participar da chapa majoritária do PSB como candidato a senador, o deputado reforçou que a pretensão ainda é a reeleição na Câmara Federal, e que não houve nenhum condicionante quando foi convidado pelo governador Ricardo Coutinho.

– O convite houve para que possamos colocar o nome à disposição ao Senado, mas sem perdas daquilo que sempre disse que é o de estar trabalhando primeiro à reeleição à Câmara Federal. Não existem condicionantes, pois temos até abril situações que são imprevisíveis. Quando conversei com o governador, não falei na condição dele não ser candidato – ponderou.

Por fim, Veneziano destacou que não torce para que o MDB esteja sozinho no pleito deste ano, com a candidatura ao governo de José Maranhão, mas frisou ter a impressão de que isso pode acontecer.

– Tenho essa impressão. Dele próprio [Maranhão] não duvido que tenha esse desejo, pois ele tem os atributos para essa disputa. Agora, entre esse desejo pessoal e as condições objetivas, que serão garantidas aos quadros que disputarão mandatos à Assembleia e à Câmara Federal, há uma distância considerável. Sabemos que nesse processo de disputa polarizada entre o candidato João Azevedo e o candidato das oposições, uma terceira via para se firmar, por melhor que seja o nome, tende a ter dificuldades – externou.

*As declarações repercutiram na Rádio Correio FM

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube