...

Campina Grande - PB

Novo bispo diocesano de Campina Grande fala sobre sua trajetória

07/12/2017 às 10:09

Fonte: Da Redação*

O novo bispo diocesano de Campina Grande, Dom Dulcênio, falou sobre sua trajetória até hoje, em entrevista concedida na manhã desta quinta-feira (7), na Rádio Caturité AM.

Ele contou que nasceu na cidade de Lagarto, em Sergipe, e foi estudar em 1980 no Seminário Nossa Senhora de Fátima, em Brasília, e, logo depois, seguiu para o Seminário São José, no Rio de Janeiro e estudou na PUC.

Depois disso, dom Dulcênio afirmou que foi convocado para trabalhar em sua cidade, Lagarto, durante 1 ano e 2 meses.

Após esse tempo, o bispo comentou que trabalhou por 5 anos na cidade de Umbaúba, em Sergipe, e logo após começou sua trajetória episcopal após ter sido nomeado pelo papa João Paulo II para atuar como bispo auxiliar na arquidiocese de Aracaju, capital de Sergipe.

Foto: Leonardo Silva/ Paraibaonline

Dom Dulcênio contou que trabalhou por 5 anos e 5 meses na cidade de Aracaju e, em 2006, seguiu para a cidade de Palmeira dos Índios, onde passou 11 meses.

Após esse período, ele afirmou que foi nomeado bispo de Campina Grande.

O bispo contou que tem muito amor por Nossa Senhora e destacou sua passagem pelas dioceses de Nossa Senhora da Piedade, Nossa Senhora de Fátima e Nossa Senhora da Conceição.

– Sou muito devoto a Nossa Senhora e sempre tive a graça de estar ao lado dela. Minha vocação nasceu aos pés de Nossa Senhora da Piedade. O meu seminário em Brasília, Nossa Senhora de Fátima. Depois fui para São José e voltei para trabalhar em Nossa Senhora da Piedade. Tenho um amor muito grande por Nossa Senhora, porque sei que ela me conduz sempre ao seu filho – disse.

*As informações foram concedidas em entrevista à Rádio Caturité AM.

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons