...

Campina Grande - PB

Mãe e filha são presas suspeitas de vender drogas em JP

06/12/2017 às 18:33

Fonte: Da Redação com Secom/PB

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) de João Pessoa, prendeu, na manhã desta quarta feira (6), Maria da Penha Calu de Oliveira, 53 anos, e a filha dela Ana Carla de Oliveira Pereira, 27 anos.

As duas são investigadas pelo crime de tráfico de drogas na zona leste da Capital e com elas foram apreendidos 125 papelotes de uma substância semelhante à cocaína, 65 trouxinhas de maconha, 80 pedras de crack, pedaços de maconha prensada e de crack, sacos plásticos e papel alumínio para embalar as drogas, 316 reais e facas.

As prisões foram realizadas na residência das duas mulheres, localizada na Rua Emanuel Arruda Cavalcanti, no Bairro São José.

A DRE chegou até mãe e filha quando investigava uma denúncia anônima. A pessoa ligou para o número 197, Disque Denúncia da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social (Sesds) informando a existência de um ponto de drogas que funcionava entre uma sinuca e um fiteiro.

Segundo o denunciante, a prática criminosa já estava acontecendo há alguns meses, comandada por duas mulheres.

A partir das informações, os agentes de investigação realizaram buscas na área para identificar os dois pontos de referência e quando encontraram a suposta residência montaram uma campana no local para monitorar a rotina das suspeitas.

Os levantamentos começaram na segunda feira (4) e hoje os policiais entraram na residência certos do flagrante. Maria da Penha foi surpreendida cortando e embalando alguns papelotes de maconha.

Foto: Secom/PB

Foto: Secom/PB

Ana Carla ainda tentou correr e jogar parte das drogas por cima do muro, mas foi impedida pelos policiais.

Durante as buscas na casa, os agentes encontraram mais drogas na cozinha escondidas por trás do botijão de gás. As duas mulheres foram encaminhadas para a Delegacia de Repressão a Entorpecentes.

“Durante o depoimento elas negaram o comércio de drogas, mas não há dúvidas por que as duas já estavam sendo monitoradas, inclusive Maria da Penha estava embalando os entorpecentes na hora que chegamos lá e a filha dela foi flagrada tentando se livrar das drogas. Agora vamos continuar investigando para saber de quem elas compraram estas drogas”, falou o delegado da DRE, Braz Morroni.

As drogas apreendidas na casa das suspeitas foram encaminhadas para análise no Instituto de Polícia Científica da Paraíba (IPC).

Maria da Penha e a filha Ana Carla foram autuadas pelos crimes de tráfico ilícito de entorpecentes e associação criminosa ao tráfico.

Elas estão recolhidas na carceragem da Central de Polícia no Geisel e vão permanecer lá até a apresentação na audiência de custódia.

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons