...

Campina Grande - PB

Filho doa células-tronco da córnea para pai recuperar a visão

05/12/2017 às 9:04

Fonte: Da Redação

O amor de um filho para um pai se revela das mais variadas formas no cotidiano através do respeito e do companheirismo, mas, em algumas circunstâncias, a prova de que esse sentimento é verdadeiro se mostra também por meio de um grandioso gesto de entrega ao próximo.

Foi demonstrando a existência desse amor, que Carlos José, 40 anos, decidiu doar células-tronco da córnea para ajudar o pai dele, José Carlos, 76 anos, a recuperar a visão, que ficou comprometida após ter sido vítima de um acidente com cal durante o trabalho como pintor.

Ao ver que o pai estava precisando de ajuda, Carlos José não hesitou. Ele enfrentou o medo de cirurgia e entrou no Centro Cirúrgico da Unifacisa, em Campina Grande, para se submeter ao procedimento cirúrgico que iria ajudar o pai a reconquistar a visão.

“Eu tomei essa decisão a partir do momento que eu vi meu pai sofrendo sem poder enxergar. Os seis filhos chegaram a fazer o exame para ver qual era o mais compatível. Dos seis, três eram compatíveis, mas só que os outros dois não podiam fazer aí eu me prontifiquei logo”, comentou o filho.

Fotos: Reprodução/ TV Itararé

Diante do gesto do filho, seu José Carlos se sente grato e esperançoso. “Tenho fé em Deus de ver mais”, desejou. Confiante, ele espera logo logo estar enxergando com perfeição novamente.

Passados cerca de seis meses do dia do acidente, a cirurgia foi realizada no último dia 8 e no retorno ao médico após uma semana, seu José Carlos já havia recuperado 80% da visão, o que comprovou que a revitalização da córnea está acontecendo dentro do esperado, com tecido sadio.

“Seu José Carlos teve uma queimadura grave, que é a queimadura química feita por cal, a queimadura mais grave que pode existir, mais grave até do que um ácido, por exemplo. Então ele teve uma perda de visão importante”, detalhou o médico Diego Gadelha, responsável pelo procedimento cirúrgico.

O exemplo de entrega, doação e amor que envolve essa relação entre pai e filho também serviu de exemplo e renovação das esperanças para quem acompanhou de perto todo o processo.

“Eu acho que mais importante do que a técnica cirúrgica é o exemplo de humanidade. A gente vive hoje em um mundo de tantas inversões de valores, filhos que não respeitam os pais, que não têm mais atenção… então o filho ter essa disponibilidade de fazer em vida a doação, de fazer o pai enxergar de novo é o que é o mais importante”, pontou emocionado o médico.

*Com informações da TV Itararé

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons