...

Campina Grande - PB

Confira quais as praias do litoral paraibano estão próprias ao banho

07/12/2017 às 17:01

Fonte: Da Redação com Secom/PB

A qualidade da água varia entre excelente, muito boa e satisfatória em 47 praias do litoral da Paraíba classificadas como apropriadas ao banho pela Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema).

De acordo com o relatório semanal, em João Pessoa, os banhistas devem evitar a praia do Cabo Branco, no trecho da rotatória final da Av. Cabo Branco (100 metros à direita e 100 metros à esquerda).

No município de Cabedelo, a recomendação é não tomar banho na Praia de Formosa, no trecho que fica no final da Rua Monsenhor José Coutinho da Silva, em frente ao estabelecimento comercial Marina Formosa.

Em Baía da Traição, a Sudema orienta que evitem a praia do Forte, no trecho que fica em frente à Praça José Barbosa no fim da Rua José Edmilson de Medeiros.

Já no município do Conde, a praia do Amor não está apropriada para o banho nas proximidades da desembocadura do Rio Gurugi.

No município de Pitimbú, deve-se evitar a praia do Maceió, no trecho que fica 100 metros à direita e à esquerda da desembocadura do Riacho Engenho Velho.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

Na praia do Guarita, está impróprio o trecho 100 metros à direita e à esquerda da desembocadura da lagoa.

Na praia de Pitimbú, os banhistas devem evitar o banho nas proximidades do final da Rua da Paz. Já na praia de Acaú/Pontinha, o trecho que fica nas proximidades do Riacho do Arame não está apropriado para o banho.

A autarquia ainda recomenda aos banhistas que evitem os trechos de praias localizados em áreas frontais a desembocaduras de galerias de águas pluviais, principalmente se houver indício de escoamento recente.

A equipe da Coordenadoria de Medições Ambientais da Sudema divulga, uma vez por semana, a situação de balneabilidade das 56 praias, por meio de coleta de material para análise nos municípios costeiros do Estado.

Em João Pessoa, Lucena e Pitimbú, que são praias localizadas em centros urbanos com grande fluxo de banhistas, o monitoramento é semanal. Nos demais municípios do litoral paraibano a análise é realizada mensalmente.

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons