Fechar

logo

Fechar

Bancada de oposição ocupa Mesa Diretora da CMJP

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba). Publicado em 27 de dezembro de 2017 às 15:54.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

A votação da Lei Orçamentária Anual (LOA) para o exercício financeiro de João Pessoa em 2018 está emperrada na Câmara de Vereadores.

É que uma emenda apresentada pelo vereador Léo Bezerra (PSB), em comum acordo com Senado Federal, causou grande polêmica entre os vereadores e não foi aceita pela bancada governista da Casa.

A emenda requer que o saldo devedor das operações de crédito por antecipação de receita orçamentária não exceda, no exercício em que estiver senso apurada, a 7% da receita corrente líquida.

A emenda teria sido acordada entre os vereadores, mas o Poder Executivo, através do secretário de Gestão Governamental e Articulação Política da Prefeitura de João Pessoa, Zennedy Bezerra, intercedeu pelo prefeito Cartaxo (PSD) no processo para que a emenda não fosse acatada.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

O governo quer que o percentual de remanejamento alcance o percentual de 10%. Por conta da falta de entendimento, a bancada de oposição ocupou a Mesa Diretora da Câmara durante toda a manhã desta quarta-feira (27) para impedir a votação da LOA com todas as emendas impositivas.

O líder da oposição, Bruno Farias (PPS), tachou o secretário Bezerra de “déspota, prepotente e arrogante e que foi à Câmara para atender a um capricho do prefeito Luciano Cartaxo como se tivesse o poder de determinar o comportamento dos vereadores”, e acabou por desarticular todo os processo de votação na Casa.

“Ele quebrou o acordo de forma absolutamente autoritária e antidemocrática, e se houvesse sessão nós estaríamos comprometendo não só as leis de iniciativa dos vereadores como também a própria LOA, afinal leis aprovadas de maneira antirregimental não têm qualquer tipo de validade”, disse.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube