Fechar

logo

Fechar

Benedito Antonio Luciano comenta “o amor e o perdão” em nova coluna

Da Redação. Publicado em 26 de novembro de 2017 às 19:16.

Foto: Leonardo Silva/ Paraibaonline

Por: Benedito Antonio Luciano

A Bíblia Sagrada dos cristãos está dividida em Antigo Testamento e Novo Testamento. No Antigo Testamento, os cinco primeiros livros que formam, por assim dizer, o cerne da Bíblia é conhecido coletivamente como Pentateuco (Gênesis, Êxodo, Levíticos, Números e Deuteronômio). Em Êxodo (20, 3-17) e Deuteronômio (5, 7-21) são apresentados os Dez Mandamentos ou o Decálogo da Lei da Antiga Aliança, baseados em regras específicas que não deveriam ser transgredidas. E se alguém transgredia a Lei em qualquer aspecto, era considerado culpado por violar a Lei inteira.

Com a vinda de Jesus Cristo, narrada no Novo Testamento, Ele estabeleceu a Nova Aliança, sintetizada em um único mandamento, o mandamento do amor, conforme apresentado em João (13, 34-35): “Dou-vos um novo mandamento: amai-vos uns aos outros; como eu vos tenho amado. Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros”. Assim, o mandamento do amor resume os Dez Mandamentos, porque a Nova Aliança cumpre a Antiga.

Viver o amor é exercitar o perdão e para amar ao próximo é necessário aprender a se amar e a se perdoar. Nada de alimentar rancores, frustrações e sentimento de vingança dentro de si. Tudo isto dever ser trocado por um grande perdão. Pois, quem não aprende a se perdoar, dificilmente estará livre para amar. E quem não tem amor dentro de si, como poderá dar o que não tem?

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube