...

Campina Grande - PB

Confira as formas de negociar débitos com a Energisa

11/10/2017 às 20:10

Fonte: Ascom

Foto: Reprodução/ Internet

Apesar do nível de desemprego ter apresentado queda nos últimos meses, ainda é possível perceber que muitas pessoas enfrentam dificuldades para quitar dívidas. Uma boa saída é procurar as empresas que oferecem diversas formas de negociar e permitir que os clientes consigam acertar seus pagamentos, como é o caso da Energisa.

Somente na Paraíba, a Energisa possui 1,5 milhão de clientes e a inadimplência atingiu, em setembro, o volume R$ 57,7 milhões. São quase 350 mil consumidores com contas em aberto, inscritos em listas de restrição ao crédito e sujeitos à suspensão no abastecimento.

Para resolver esse problema, o cliente deve ir a uma das agências de atendimento ou fazer contato por um dos canais (site, Energisa On, redes sociais, call center) e solicitar a negociação.

“A resposta é rápida e as condições são adaptáveis ao perfil da dívida. Pelas mídias digitais, o atendimento é ainda mais cômodo, pois o cliente resolve sem sair de casa”, explica Daniel Andrade, gerente do departamento de Serviços Comerciais.

Periodicamente, a Energisa promove em parceria com o Tribunal de Justiça da Paraíba e o Unipê, o programa de conciliação, solução e tratamento do superendividamento, o PróEndividados. Apenas em 2017, o programa atendeu 1,4 mil clientes totalizando 11.523 contas negociadas.

Tarifa Social

Além de adotar medidas para reduzir o consumo, o cliente residencial de baixa renda por aderir à Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE), do Governo Federal. A TSEE é destinada a quem está inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) com renda mensal per-capita de até meio salário mínimo.

Existem duas exceções: famílias que tenham portador de doença ou deficiência em tratamento contínuo com utilização de aparelhos que consumam energia e renda de até três salários mínimos, além de famílias com um membro favorecido pelo Benefício de Prestação Continuada de Assistência Social (BPC).

Com descontos que vão de 10% a 65%, o programa Tarifa Social de Energia Elétrica beneficia unidades residenciais com consumo elétrico de até 220kwh. Famílias interessadas em obter o benefício podem procurar uma das agências de atendimento da Energisa.

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons