Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Vereador sobre subvenções: “manda o prefeito, obedecem os subordinados”

Da Redação. Publicado em 28 de setembro de 2017 às 18:39.

O vereador Anderson Maia (PSB) comentou sobre a votação surpresa na Câmara Municipal de Campina Grande, ocorrida nessa quarta-feira (27), que aprovou o projeto do Executivo que trata das subvenções para entidades filantrópicas.

Em entrevista nesta quinta-feira, 28, o parlamentar se solidarizou com todas as instituições que foram deixadas de fora e afirmou que nenhuma das 16 entidades foram visitadas pela Comissão de Saúde, que teria essa obrigação.

– A lei do ano passado contemplava 29 instituições, que receberam com atraso. Pra nossa surpresa, a lei desse ano além de cortar 16 instituições, também não colocou o retroativo de fevereiro a julho. A lei chegou em caráter de urgência para votação e os motivos para o corte são contraditórios. Essas instituições não foram ouvidas e nem visitadas. Elas foram visitadas apenas pela bancada de oposição, mas era responsabilidade da Comissão de Saúde, composta pelos vereadores Rodrigo Ramos, Márcio Melo e Alexandre do Sindicato – criticou.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

Anderson frisou ainda que a Secretaria de Assistência Social, responsável pela prestação de contas dessas entidades, também não visitou as instituições que foram cortadas no projeto.

Ele reforçou que a oposição pediu que os vereadores aliados do governo levassem ao prefeito Romero Rodrigues o caso dessas instituições cortadas que, segundo Maia, deveriam ser ouvidas e o projeto reavaliado.

– E isso não aconteceu. Eu questionei esse comportamento por parte dos vereadores. Acredito que eles foram induzidos a votarem pelo poder maior, que é o prefeito Romero Rodrigues. Eu não fui comunicado dessa votação. Eu estava no plenário, percebi o movimento e vi que iam votar, mas não fui comunicado. A imprensa de Campina não tomou conhecimento dessa votação e nem as entidades. Eu estava sozinho, pois os outros vereadores da oposição estavam ausentes e nenhum deles tinha conhecimento da votação. Manda o prefeito, e obedecem os subordinados – reprovou.

Por fim, o vereador afirmou que a bancada de oposição, que é minoria na Casa, tem sido mais respeitada na Legislatura atual, pela presidente Ivonete Ludgério (PSD), mas que foi desrespeitado por ter sido pego de surpresa com a votação das subvenções.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube