...

Campina Grande - PB

Mesmo temendo represálias, peemedebista afirma que deve manter voto contra Temer

15/09/2017 às 19:45

Fonte: Da Redação

O deputado federal pelo PMDB paraibano, Veneziano Vital do Rego, já considera sair do partido em abril de 2018.

Apesar de deixar claro não ser da vontade dele, o deputado disse que a decisão vai depender de como o partido vai se posicionar nas eleições e que, estando ainda na cúpula, caso José Maranhão seja candidato, deverá votar nele.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

Se o cenário for outro, como a continuidade da aliança do PMDB com Luciano Cartaxo (PSD) e Cássio Cunha Lima (PSDB), seu apoio será ao grupo do governador Ricardo Coutinho. “Mantendo a minha linha coerente de 2014, quando levei o meu singelo apoio à reeleição do governador Ricardo”.

Triste com a decisão da cúpula nacional, por tê-lo afastado durante 60 dias da presidência do partido em Campina Grande, após ter votado pela manutenção da investigação contra o presidente Michel Temer, acusado de corrupção passiva pelo procurador Geral da República, Rodrigo Janot, o, ainda, peemedebista, disse que, caso a nova denúncia chegue para a votação na Câmara, continuará com o mesmo posicionamento, mesmo sabendo que poderá sofrer represálias do partido.

– Chegando a denúncia na Câmara, eu e mais outros cinco companheiros do partido, devemos votar pela continuidade da investigação. Terei o mesmo posicionamento e lerei toda a denúncia, pois passamos a ser julgadores. Se eu chegar a convicção, como cheguei no outro momento, de que o  presidente deveria oferecer suas razões, terei a mesma tranquilidade, em que pese podendo sofrer as mesmas retaliações por parte do PMDB – reforçou.

Desta vez, Temer foi acusado pelo procurador Rodrigo Janot, de formação de quadrilha.

As informações são da Rádio Correio FM

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons