...

Campina Grande - PB

Vereador de Campina Grande rebate prefeito: “Afirmação medíocre e vergonhosa”

Comerciante mata quatro bandidos, após reagir a assalto em Cacimba de Dentro - image data on https://paraibaonline.com.br18/05/2017 às 11:00

Fonte: Da Redação*

Uma lei de autoria do vereador Olímpio Oliveira (PMDB) foi considerada inconstitucional pelo Tribunal de Justiça da Paraíba, a partir de uma ação movida pela Procuradoria Geral de Campina Grande.

A lei previa que fosse estabelecido um repasse de 5% dos recursos captados para o Maior São João do Mundo, ao Fundo Municipal de Políticas Sobre Drogas.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

O vereador disse que vê a decisão do tribunal com naturalidade, pois foi feita a partir de uma liminar e que cabe à presidência da Casa de Félix Araújo recorrer.

Porém, uma afirmação do prefeito Romero Rodrigues tem deixado o parlamentar chateado. É que o chefe do Executivo municipal teria dito que “se o vereador quisesse que a lei fosse sancionada, a tivesse criado no período em que tinha um prefeito aliado”, se referindo ao ex-prefeito Veneziano Vital do Rêgo.

Oliveira classificou a afirmação do prefeito campinense como medíocre e vergonhosa e disse que o mesmo estaria fazendo politicagem.

– Eu fico triste porque o argumento é medíocre e atesta a visão do prefeito sobre a política, que governa apenas para aliados. É vergonhoso esse tipo de argumento porque não estamos tratando de brincadeira tentar fazer politicagem em cima de um problema sério, como é a vida das pessoas que estão se perdendo nas drogas – criticou.

O parlamentar disse que o prefeito não colocou dotações anuais do orçamento do município para o Fundo Municipal de Políticas Sobre Drogas, apesar de estar determinado em lei sancionada e publicada no Semanário Oficial de 11 a 15 de janeiro de 2017.

Olímpio também questionou por que foi entregue a gestão do Maior São João do Mundo a uma empresa de Pernambuco “de mão beijada”.

– O São João é uma grande receita, e como se explica pegar isto e passar para uma empresa de Pernambuco de mão beijada, que além de lucrar com o maior produto turístico da Paraíba, ainda recebeu a quantia de quase R$ 3 milhões da prefeitura? – questionou.

*As informações repercutiram na Rádio Campina FM.

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons