...

Campina Grande - PB

Vereadora é ameaçada através de pichação em prédio de João Pessoa

Image data11/04/2017 às 15:24

Fonte: Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba)

Justamente por ter sido autora de um projeto denominado “Picha Não”, que visa coibir pichações não autorizadas em João Pessoa e que prevê multas pela prática, a vereadora Eliza Virgínia (PSDB), teve seu nome pichado nas paredes de uma escola localizada no Bairro dos Bancários, em protesto à lei que ainda não foi apreciada em Plenário e tem causado polêmica na Casa.

Conforme a vereadora, ela tem recebido ameaças veladas através das pichações desde a semana passada, quando apresentou o projeto de lei na Câmara de Vereadores.

Eliza chegou a fazer uma foto do muro, que amanheceu pichado nesta terça-feira (11), e mostrou durante a sessão.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

“Está se tornando perigoso. Essa pichação só diz: Chora Eliza. Eu choro pelo o que estão fazendo com o patrimônio público, mas o que está chegando as redes sociais dirigidas a mim são mais abusivas, intimidadoras, com ameaças e por conta disso eu vou acionar a Justiça para processar os autores que já sabemos quem são”, disse.

Segundo ela, as pichações são também de cunho machista e que está entrando com uma ação na Delegacia da Mulher.

“Não admitimos e vamos entrar com as medidas cabíveis em relação a isso e de forma alguma eu vou retirar o meu projeto, porque pichação é crime. Ele [o projeto] tem que ser acatado, as pessoas podem ser presas, está previsto em lei e agora vai virar também lei municipal”, disse.

As multas recebidas serão para pintar de volta os prédios públicos pichados. O fato é que o projeto entrou em rota de colisão com os grafiteiros da cidade, porque a vereadora colocou no mesmo bojo as pichações e a arte do grafite.

O projeto de lei da vereadora não foi bem recebido pela colega parlamentar, Sandra Marrocos (PSC), que alega que Eliza não sabe diferenciar uma pichação de um grafite e houve bate-boca entre as duas na sessão quando da apresentação da lei “ Pichação Não”.

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons