...

Campina Grande - PB

Homem investigado por estupro de vulnerável é preso no Litoral Sul 

Caixa eletrônico da Secretaria de Saúde de CG é explodido durante a madrugada - image data on https://paraibaonline.com.br07/04/2017 às 18:01

Fonte: Da Redação com Secom/PB

Policiais civis da Delegacia de Alhandra, no Litoral Sul da Paraíba, cumpriram, na manhã desta sexta feira (7), um mandado de prisão preventiva expedido pelo juiz Eimar de Lima, da Vara Única de Alhandra, contra o agricultor Antônio Vicente da Silva Júnior, investigado pelo crime de estupro de vulnerável. A prisão foi realizada na Fazenda Subauma, na zona rural do município.

Antônio Vicente teve a prisão preventiva com decisão condenatória decretada em 2003, quando foi denunciado pelo crime de estupro de vulnerável.

Na época, em que o inquérito foi instaurado, foram ouvidas as testemunhas do caso, realizados exames na vítima e, depois de comprovado o crime, o agricultor foi indiciado.

Mesmo com o mandado em aberto, Antônio Vicente continuou na região sem ser encontrado pela polícia.

No dia 1º de abril deste ano, o mandado de prisão do agricultor foi renovado e encaminhado para a Delegacia de Alhandra, que faz parte da 6ª Delegacia Seccional de Polícia Civil.

Os agentes de investigação realizaram uma busca na Rede Nacional de Integração de Informações de Segurança Pública, Justiça e Fiscalização (Infoseg) e encontraram o endereço de Antônio Vicente.

Ele foi encaminhado para a Delegacia e, depois de ser ouvido, foi levado para a Cadeia Pública, onde vai aguardar pela audiência de custódia.

Mais prisões – Ainda na manhã desta sexta-feira (7), policiais civis do Núcleo de Homicídios do Litoral Sul, em uma ação integrada com o Sistema Penitenciário, deram cumprimento ao mandado de prisão expedido pela Vara de Execução Penal da Capital contra José Carlos Martins Pessoa, 30 anos.

Ele é foragido da Penitenciaria de Segurança Média Juiz Hitler Cantalice, em João Pessoa. A prisão foi realizada na cidade Alhandra.

José Carlos foi condenado a cinco anos e seis meses de prisão e tinha recebido o benefício do regime semiaberto, mas em fevereiro ele quebrou o regime quando deixou de ir para o Presídio no horário determinado pela Justiça.

A partir daí, foi considerado foragido e agora retorna ao Sistema Penitenciário para cumprir a pena em regime fechado.

José Carlos foi ouvido na Delegacia de Alhandra e encaminhado para o Presídio de João Pessoa, onde vai aguardar pela audiência com a Justiça.

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons