...

Campina Grande - PB

Aesa diz que queimar vegetação no leito do rio Paraíba é desnecessário

CNJ determina devassa nos salários dos juízes - image data on https://paraibaonline.com.br19/04/2017 às 10:33

Fonte: Da Redação*

O presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), João Fernandes, se pronunciou sobre moradores do Cariri paraibano atearem fogo na vegetação existente no leito do rio Paraíba.

O objetivo era diminuir os obstáculos para que a água da transposição do rio São Francisco chegasse mais rápido ao espelho d’água do açude de Boqueirão.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

– O povo de Monteiro até Boqueirão vivia o sacrifício de cavar pequenas cacimbas, que tão logo a água passa por cima, enche e desaparece. Os obstáculos foram removidos pela Secretaria de Recursos Hídricos com as máquinas contratadas. Ficar queimando o capim que tem no leito do rio é “conto da carochinha”, isso não resolve nada – esclareceu.

*As informações foram veiculadas na Rádio Caturité AM.

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons