Fechar

logo

Fechar

Após pedido de audiência, vereador campinense ensina a colega entender seu lugar

Da Redação*. Publicado em 31 de março de 2017 às 12:27.

Nessa quinta-feira (30), a bancada de oposição da Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG) apresentou requerimento que propõe realização de audiência pública para esclarecer as mudanças que serão feitas no Maior São João do Mundo deste ano.

O vereador Anderson Maia (PSB) garantiu que não existe direcionamento político na proposta.

Foto: Paraibaonline

– Não há nenhum direcionamento político neste sentido. Infelizmente, a bancada da situação termina distorcendo aquilo que quer ser proposto. Infelizmente, a audiência foi reprovada e termina deixando uma lacuna de intransparência por parte da Prefeitura, porque não sei que receio é esse de realizar uma audiência para mostrar a Campina Grande o novo formato da festa e poder tirar as dúvidas que temos – frisou.

As dúvidas, segundo Anderson, que deseja que sejam esclarecidas, são sobre arrecadação feita na festa e prestações de contas de edições anteriores que justifiquem uma possível parceria público-privada; se o evento estará apenas resumido ao Parque do Povo; sobre os convênios; e se será cobrado o acesso ao local da festa.

– O formato de audiência seria para convocar todos os representantes e atores da festa. Prefeitura, governo do Estado e a empresa ganhadora da licitação. O prefeito teria oportunidade de esclarecer aquilo que a cidade quer saber, a justificativa de o porquê dessa festa ter uma parte dela, vou dizer assim para não me equivocar, privatizada – falou.

Sobre a proposta do vereador Alexandre do Sindicato (PHS), que sugeriu aos vereadores oposicionistas conseguirem audiência com Ricardo Coutinho e, em toca, ele conseguir uma audiência com o prefeito Romero, Anderson aconselhou Alexandre entender o lugar dele.

– Primeiramente, o vereador tem que entender o lugar dele. Somos vereadores, cobramos do prefeito; deputado cobra de governador. Eu não estou na Assembleia e isso não compete a mim. E ele pode muito bem, através do mandato dele, solicitar essa audiência. Estamos questionando um evento que está muito próximo de ser realizado. Infelizmente, o vereador peca em argumento porque não consegue trazer a menor transparência, justamente quando questionamos um pedido de informação sobre a prestação de contas do São João 2015 e 2016, que, até o prezado momento, não chegou a minha mesa – criticou.

*As informações foram veiculadas na Rádio Caturité AM.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube