...

Campina Grande - PB

“A FIEP foi fundamental nas lutas em prol da transposição”, afirma empresário

18/03/2017 às 17:03

Fonte: Ascom

A transposição de águas do Rio São Francisco já se encontra em terras paraibanas, passando pelos reservatórios de Poções, em Monteiro e seguem agora para o açude Camalaú, também no Cariri do Estado.

Após a abertura das comportas na cidade de Monteiro, feita no último dia 10, pelo presidente da República, Michel Temer, as expectativas se voltam principalmente para a chegada das águas no Açude Epitácio Pessoa em Boqueirão, um dos principais açudes da Paraíba, responsável pelo abastecimento de quase um milhão de pessoas, sem considerar indústrias e também o comércio que dependem, diretamente, deste reservatório para se livrarem dos efeitos da longa seca na região.

Foto: Reprodução/ Fiep

Foto: Reprodução/ Fiep

A poucos dias da concretização de um projeto traçado ainda na época do Brasil império, a Federação das Indústrias do Estado da Paraíba – FIEP se orgulha por ter reconhecido, há quase 30 anos, a importância deste tema, quando dedicou especial atenção ao Projeto de Transposição das Águas do Rio São Francisco, considerando que sua concretização se reverteria no maior fortalecimento da economia paraibana.

Por essa razão a FIEP promoveu ações de mobilização e discussão em defesa do Projeto. Fato hoje reconhecido pela classe empresarial, que tem manifestado seu reconhecimento ao papel da FIEP, quanto a concretização do maior projeto hídrico brasileiro.

Para o empresário e presidente do Sindicato da Indústria de Panificação do Estado da Paraíba, Romualdo Farias de Araújo, a FIEP foi fundamental nas lutas em prol da transposição.

“Eu lembro que, quando a crise hídrica começou se instalar na Paraíba, a FIEP teve participação decisiva ao promover e liderar ações e manifestações públicas, a exemplo do grito das águas e outras, vindo na sequência, sob a batuta do presidente Buega Gadelha, iniciativas conjuntas a outras federações de indústrias interessadas no Projeto. Foi uma luta muito grande para que a transposição do Rio São Francisco chegasse. Alguns estados, inclusive, eram contrários a execução da obra e hoje estão também sendo beneficiados”, afirmou Romualdo Farias.

A concretização deste sonho acalentado há anos por muitos nordestinos já é uma realidade, com a conclusão do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco. Já as obras do Eixo Norte, continuam em andamento em ritmo acelerado.

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons