Fechar

logo

Fechar

Mosquito Aedes também pode transmitir febre amarela, alerta Vigilância Ambiental

Da Redação. Publicado em 18 de janeiro de 2017 às 9:35.

De tempos em tempos a febre amarela volta a assombrar a população com casos de reincidência e mortes. Os mais recentes estão acontecendo em Minas Gerais, e em outras regiões do Brasil.

O que nem todo mundo sabe, é que o mosquito Aedes aegypti pode ser o transmissor do vírus nas áreas urbanas. Nas áreas rurais, o responsável é o Haemagogus, que transmite a chamada febre amarela silvestre, foi o que explicou a gerente de Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde, Rossandra Oliveira.

Paraíba Online • Mosquito Aedes também pode transmitir febre amarela, alerta Vigilância Ambiental

Foto: Paraibaonline

Segundo ela, o método para se prevenir a febre amarela nas áreas urbanas, é o mesmo para se prevenir a dengue, zika ou chikungunya: Evitando a proliferação do mosquito Aedes.

– Este período de janeiro até junho é muito preocupante, pois quando se fala em Aedes aegypti tem que se trabalhar com fatores climáticos como o aumento da temperatura, chuvas esporádicas, e são estes fatores que elevam os criadouros naturais. Alguns fatores causam importantes lacunas no setor de infraestrutura, tais como dificuldades para garantir o abastecimento regular e contínuo de água, e também a deficiente coleta e destinação adequada dos resíduos sólidos. – disse.

Rossadra ressaltou que a vacina ainda é o mais importante meio de combate à febre amarela. O produto é seguro, eficaz, sendo uma única dose suficiente para induzir imunidade de longo prazo.

A gerente comentou também que a Vigilância Ambiental tem intensificado as visitas de rotina (casa em casa), para prevenir a transmissão de doenças.

As declarações repercutiram na Rádio Campina FM.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube