Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Roberto Paulino: “Se eu fosse Luciano se afastaria de Cássio”

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba). Publicado em 1 de agosto de 2016 às 20:04.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

O ex-governador da Paraíba, Roberto Paulino Não vê com bons olhos a aliança formada entre o PMDB/PSDB/ PSD em apoio à reeleição do prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo.

Segundo ele, o apoio do PMDB ao prefeito é bom, agora não acha que o apoio do PSDB seja também. “Se eu fosse Luciano se afastaria de Cássio em João Pessoa. Aqui na região do Brejo nenhum candidato quis que o senador viesse. Então, isso é um assunto que o marqueteiro do prefeito deve avaliar”, avaliou.

Para ele, o seu partido deveria ter mesmo era candidatura própria e que vai propor na próxima reunião do partido para que o Diretório Estadual já decida com quem o PMDB vai se coligar nas eleições de 2018.

O ex-governador disse ainda ser inadmissível que uma pessoa só determine as diretrizes e os demais membros não tenham voz. Ele disse que o presidente do partido, senador José Maranhão se deixou levar pelo deputado federal Manoel Júnior e acabou sendo vítima disso.

“Eu não quero criticar ninguém, mas nós, eu, Raniery Paulino, Nabor Wanderley, Veneziano Vital do Rego e outros queríamos a aliança com Wilson Filho porque seria o melhor caminho para o nosso partido. O ideal seria Manoel Júnior ser candidato a prefeito”, disse.

Paulino prefere que um acordo seja feito o quanto antes para 2018 para que em Patos, Guarabira, Sousa e Campina Grande possam decidir os rumos que o partido deverá tomar. “Mas eu confio muito no senador José Maranhão pela sua experiência e capacidade, que realmente vai saber conduzir esse processo”, atestou.

 

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube