...

Campina Grande - PB

Presidente da Aesa diz que previsões sobre o Açude de Boqueirão estão se cumprindo

Polícia Federal investiga fraudes no Bolsa Atleta - image data on https://paraibaonline.com.br24/06/2016 às 8:51

Fonte: Da Redação

joão fernandes nova

foto: Paraíbaonline

O presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), João Fernandes, disse que todas as previsões feitas pela agência estão se consolidando e confirmam que não são verídicas as declarações de que a população campinense, que é abastecida pelo Açude Epitácio Pessoa, seria abastecida por lama.

João garante que o açude chegará ao mês de janeiro, de 2017, com 20 milhões de metros cúbicos podendo retirar água do manancial por mais tempo.

– Para mexer com 20 milhões daqui que chegue na lama dá muito tempo – assegurou.

A especialista em recursos hídricos e professora da Universidade Estadual da Paraíba(UEPB), Veruska Brasileiro, falou sobre a existência de cioanobactérias e cianotoxinas na água do  açude. Segundo ela, a CAGEPA  realiza o monitoramento da água e alega que está dentro dos padrões.

– O laudo que foi apresentado apresentava cianotoximas, mas a concentração dessas cianotoxinas estava abaixo  do valor máximo permitido pelo Ministério da Saúde. Estamos passando por um racionamento muito severo, a CAGEPA faz a cloração na saída do tratamento da água, o cloro é extremamente volátil. Então, quando a gente passa esses quatros dias sem água o cloro desaparece, aquela água armazenada nas residências durante esse período sem abastecimento de água  provoca contaminação. É possível que as águas que são armazenadas durante o racionamento, devido à falta do coloro, ficam vulnerável a contaminação. É aconselhado ferver nesse período de acúmulo de água sem dá aquela distribuição contínua- explanou.

As informações foram veiculadas na Rádio Caturité AM.

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons