...

Campina Grande - PB

Polícia prende homem que se passava por funcionário do Detran para praticar golpes

Governador antecipa o fim do racionamento em Campina Grande - image data on https://paraibaonline.com.br21/06/2016 às 19:55

Fonte: Secom/PB

 Policiais civis da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) da Capital prenderam, no início da tarde dessa terça-feira (21), Aleson Roberto de Almeida Silva, 33 anos, suspeito de aplicar golpes na negociação de veículos em leilões realizados na Grande João Pessoa. Para realizar o crime sem levantar suspeitas das vítimas ele se passava por servidor do Departamento de Estadual de Transito da Paraíba (Detran-PB).

A polícia chegou até o suspeito quando uma vítima procurou a DDF para registrar a prática do crime. Ela informou que foi abordada por Aleson que se dizia funcionário do setor de leilões do Detran.

O fato aconteceu no pátio do órgão onde ficam os veículos que estavam na lista para leilão. O suspeito apresentava as vítimas fotografias de veículos apreendidos e mostrava como estava a tramitação dos casos. Aleson dizia para os compradores que podia facilitar a compra dos bens de forma mais rápida e vantajosa.

Para acelerar o processo de compra o suspeito pedia um valor para as vítimas. ”Ele ganhava a confiança das vítimas e induzia as pessoas ao erro. Elas acreditavam que iriam adquirir veículos por um preço mais acessível.

Segundo as vítimas, o estelionatário cobrava de R$ 5 mil a R$ 11 mil e sem desconfiar elas pagavam, mas não recebiam os veículos porque eles não existiam”, disse o delegado Lucas Sá, responsável pelo inquérito policial.

Dezoito vitimas do falso funcionário do Detran já procuraram a delegacia e uma delas teria dito ao delegado que pagou cerca de R$ 100 mil para o investigado. A polícia acredita que cerca de 50 pessoas tenham caído no golpe do falso leilão e que o prejuízo causado pelo investigado as vítimas seja superior a R$ 500 mil. Aleson foi preso na residência dele na praia do Poço na cidade de Cabedelo na Grande João Pessoa.

O suspeito foi autuado pelo crime de estelionato e está detido na carceragem da Central de Polícia no Geisel aguardando a audiência de custódia.

O delegado Lucas Sá pede para que as vítimas procurem a Delegacia de Defraudações e Falsificações, que fica na Central de Polícia, no Geisel, ou liguem para o número 197 Disque Denúncia da Secretaria da Segurança e da Defesa Social – neste caso a identidade da pessoa será preservada.

Mais prisões – Ainda na tarde desta terça-feira (21), policiais civis da Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa realizaram mais prisões. Dois empresários donos de um Lava Jato localizado no bairro do Bessa, na zona leste da Capital, suspeitos de negociar veículos de forma fraudulenta foram identificados em encaminhados para a delegacia.

Dyego Mousinho do Nascimento, 28 anos, e Ivaldo da Silva, 45 anos, foram denunciados por duas vítimas. De acordo com informações repassadas por elas à polícia, os empresários teriam negociado a compra e venda de veículos com elas e teriam descumprido as negociações ficando com o dinheiro ou dando contra ordem nos cheques emitidos por eles como forma de pagamento na transação de compra dos carros.

Os suspeitos foram autuados por estelionato e estão recolhidos na Central de Policia onde vão permanecer até a determinação da Justiça.

 

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons