...

Campina Grande - PB

Ministro Kassab: “As propostas do governo estão na linha correta”

Medida cautelar suspende criação da Guarda Militar - image data on https://paraibaonline.com.br12/06/2016 às 21:59

Fonte: Da Redação

Foto: Paraíbaonline

Foto: Paraíbaonline

Algumas das declarações dadas esta semana pelo ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, na entrevista exclusiva que concedeu ao programa ´Ideia Livre Política & Economia´, da TV Itararé.

“A principal dificuldade do governo afastado foi enfrentar as questões da economia. O Brasil vive uma conjuntura econômica muito difícil e desfavorável. O governo anterior não conseguiu as condições que nos fizesse sair desse momento difícil.

“Hoje, nós temos um governo interino, mas que efetivamente traz propostas diferentes; um governo que mostra mais força no Congresso Nacional, algo que é muito importante.

“As propostas do governo estão na linha correta. Num primeiro momento temos que impor sacrifícios ao governo, cortar gastos. Num segundo momento, quando encontrarmos o reequilíbrio (fiscal), a gente poderá apresentar propostas para o crescimento do País. Temos motivos hoje para estar confiando mais na retomada do crescimento.

“Os investimentos (no ministério) serão limitados, compatíveis com as dificuldades que tem o País e o governo também. Não podemos gastar mais do que temos. Precisamos dar o exemplo.

“Qualquer pesquisa que se fizesse era bastante favorável à troca de governo, principalmente por conta da dificuldade das pessoas. Nem falo nas denúncias de corrupção.

“O que eu percebo na sociedade como um todo é uma sensível melhora na opinião das pessoas sobre o futuro do País. O astral melhorou. Os empreendedores estão mais confiantes em superar a crise, já sonhando em voltar a investir”.

Depois de revelar que existem em seu ministério 100 mil processos à espera de tramitação, Kassab observou que “tudo que fica muito tempo na prateleira não tem explicação”.

“Nós vamos informatizar, acabar com a burocracia e dar um exemplo de eficiência. Vamos também fazer uma avaliação das atribuições (do ministério) que possam ser transferidas para a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

Ainda Kassab: “Eu defendo o impeachment, como presidente do partido (PSD) e como cidadão. Agora, tenho o mais profundo respeito por quem não defende.

“O Brasil precisa o mais rapidamente possível fazer as reformas políticas, que são simples. 1ª) A partir de 2022, o partido que não tiver 2% dos votos para deputado federal em todo território nacional e 2% em 14 Estados, não terá direito a nenhum centavo do Fundo Partidário e a nenhum segundo no horário gratuito no rádio e na TV, nem a participar de debates.

“Os futuros prefeitos e governadores não poderão mudar de partido, sob pena de perder o mandato.

“A partir de 2020 ficará proibida coligação na eleição proporcional. Estaria feita a reforma política”.

*Fonte: Coluna Aparte

Para ler a coluna do final de semana na íntegra acesse aqui:

http://paraibaonline.net.br/p_aparte/

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons